Reality Of Books: Resenha: O Pequeno Principe - Antoine De Saint-Exupéry

Resenha: O Pequeno Principe - Antoine De Saint-Exupéry

Sinopse: Livro de criança? Com certeza. Livro de adulto também, pois todo homem traz dentro de si o menino que foi. Como explicar a adoção deste livro por povos tão variados, em tantos países de todos os continentes? Como explicar que ele seja lido sempre por tanto milhões e milhões de pessoas? Como explicar a atualidade deste livro traduzido em oitenta línguas diferentes? Como compreender que uma história aparentemente tão ingênua seja comovente para tantas pessoas? O Pequeno Príncipe devolve a cada um o mistério da infância. De repente retornam os sonhos. Reaparece a lembrança de questionamentos, desvelam-se incoerências acomodadas, quase já imperceptíveis na pressa do dia a dia. Voltam ao coração escondidas recordações. O reencontro, o homem-menino.

Resenhar esse livro talvez seja uma das tarefas mais difíceis que já tive, afinal quase todos conhecemos essa obra e falar sobre requer cuidado. É um livro que, mesmo que você tenha lido apenas uma vez na vida, se torna importante e inesquecível a partir do momento em que ele te cativa. O Pequeno Príncipe foi lançado pela primeira vez em 1943, nos EUA e desde então, já ganhou inúmeras adaptações e novas edições, tendo sido traduzido em mais de 200 línguas diferentes. O enfoco que quero dar é apenas ao simples livro de 93 paginas, com aquelas belas aquarelas e textos bem encaixados, escrita simples e que, para muitos, é o primeiro contato que se tem com o pequeno garoto de cabelos dourados e feições inocentes.

O Pequeno Príncipe foi escrito pelo francês Antoine De Saint-Exupéry, durante seu exílio nos EUA, sendo a única edição lançada com o autor ainda vivo, lançado apenas cerca de 3 anos depois na França, em uma edição sem as aquarelas. O livro ao qual temos acesso nos dias de hoje, pela editora Agir, foi baseado na edição americana, com as aquarelas originais do autor, mas com um vocábulo e escrita que nos da a possibilidade de sentir o sotaque francês nas palavras.

O livro conta a historia do ponto de vista de um aviador (que pode-se deduzir, como sendo o próprio narrador se pondo na historia), contando como foi sua experiência ao conhecer o Pequeno Príncipe, após sofrer uma queda de avião no deserto do Saara.

Abordando uma serie de pensamentos e colocando o leitor para pensar a cada pagina lida, o autor nos faz refletir sobre coisas simples mas ao mesmo tempo importantes, e garanto à vocês, se não leram ainda, ao lerem, irão chorar pelo menos uma vez durante a leitura.

O livro recebeu varias adaptações diferentes, tendo um filme em stop-motion em 1974, uma série animada na década de 80, varias peças de teatro nos tempos atuais, e talvez a adaptação mais importante que já teve, que foi o filme de 2015. O filme inovou no quesito de adaptar a obra, não adaptando ela diretamente, mas colocando duas pessoas como protagonistas, uma que esta crescendo rápido demais e O aviador, que conta para essa criança a historia do pequeno príncipe. Assim vemos a obra pelo olhar de alguém que a esta conhecendo pela primeira vez, o que torna esse filme uma animação fantástica, é como ele é bem dividido entre computação gráfica e um stop-motion todo pintado em aquarela.

Recomendo o livro á todos, crianças ou adultos, qualquer um, se você gosta de ler ou não. Conta apenas com 93 paginas, não vai levar mais de uma horinha do seu dia, e eu garanto que será memorável. Se já leu o livro, já conhece bem a obra, assista ao filme de 2015, pois irá amar, não conheço ninguém até hoje que tenha lido o livro e feito uma critica negativa sequer ao filme.

Um comentário:

  1. Amo esse livro, e também recomendo a todas as idades e diferentes pessoas. Esse livro nos ensina muito!
    É um dos meus livros favoritos.

    Beijos
    http://descobrindolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

© REALITY OF BOOKS - 2012. Todos os direitos reservados.
Por: SHAIRA FOTO E DESIGN.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo